Cinema

Sharknado 2 - A Segunda Onda

Sharknado 2 - A Segunda Onda
Título original: Sharknado 2 - The Second One
Ano: 2014
País: Estados Unidos
Duração: 95 min.
Gênero: Suspense
Diretor: Anthony C. Ferrante (Sharknado 3 - Oh Não!, Sharknado - Corra para o 4º)
Trilha Sonora: Christopher Cano (A Terra que o Tempo Esqueceu [2009]), Chris Ridenhour (O Retorno de Hércules)
Elenco: Ian Ziering, Tara Reid, Vivica A. Fox, Mark McGrath, Kari Wuhrer, Courtney Baxter, Dante Palminteri, Judd Hirsch, Robert Hays, Rachel True, Kelly Osbourne, Stephanie Abrams, Kurt Angle, Billy Ray Cyrus, Andy Dick
Avaliação: 1/10

Visto via Netflix em 9-ABR-2015, Quinta-feira

Tem muita gente que gosta de dizer que "não se mexe em time que está ganhando". Se Sharknado fez inesperado e desmedido sucesso, por que não fazer uma continuação, e por que não manter o mesmo tom de completo desrespeito com tudo o que é mais sagrado em matéria de cinema? Sharknado 2 - A Segunda Onda é tão inepto quanto o hoje lendário primeiro filme, e tem basicamente o mesmo potencial de causar repulsa ou extrema alegria dependendo do tipo de plateia à qual é exposto. Quando um novo tornado de tubarões ameaça a costa leste dos Estados Unidos não são os militares que tomam para si a tarefa de controlar a catástrofe, muito menos a polícia, os Vingadores ou uma divisão especial do FBI. A única pessoa capaz de fazer frente ao fenômeno é novamente o bravo Fin (Ian Ziering), que chega com a ex-esposa (Tara Reid) a Nova York para se encontrar com a irmã (Kari Wuhrer). O nível de ridículo é aumentado mas alguns aspectos minam a eficiência da continuação, como a estarrecedora cena de abertura do filme (nenhuma outra consegue igualá-la), a repetição de ideias e a completa figuração dos personagens coadjuvantes, que não fazem completamente nada a não ser correr pra lá e pra cá durante toda a história. Somente cinéfilos muito veteranos ou atentos notarão presenças nobres em meio ao elenco preguiçoso, como Robert Hays no papel do piloto que é sugado para fora do avião por um tubarão voador. De resto, a direção inepta simplesmente não sabe o que fazer para aproveitar os atores. Somente Ziering parece se esforçar, provavelmente porque recebeu um salário maior, e é visível a falta que faz Cassie Scerbo na pele da personagem Nova Clarke.

A boa notícia para os fãs de tão execrada franquia é que Cassandra Scerbo retorna na parte três, lançada em 2015.

Valid XHTML 1.0!Valid CSS!