Cinema

Operações Especiais

Operações Especiais
Título original: Operações Especiais
Ano: 2015
País: Brasil
Duração: 99 min.
Gênero: Policial
Diretor: Tomas Portella (Qualquer Gato Vira-Lata, Isolados [2014])
Trilha Sonora: Eduardo Aram, Antonio Pinto (Central do Brasil, O Senhor das Armas)
Elenco: Cleo Pires, Thiago Martins, Fabrício Boliveira, Marcos Caruso, Fabiula Nascimento, Antonio Tabet, Fábio Lago, Adriano Saboya, Ed Oliveira, Luci Pereira, Analú Prestes, Olivia Araújo, Gillray Coutinho, Amélia Bittencourt, Carlos Fonte Boa, Jonathan Azevedo
Avaliação: 6/10

Visto via Netflix em 27-OUT-2018, Sábado

No centro de Operações Especiais está a figura de Francis (Cleo Pires), uma moça que certo dia decide abandonar sua carreira convencional em turismo para entrar para a polícia civil. Com uma trajetória inicial de relativo sucesso, ela acaba sendo convocada para participar de uma missão de pacificação numa comunidade do interior do Rio de Janeiro, que é comandada por um delegado linha dura (Marcos Caruso) e formada majoritariamente por homens. Apesar da produção de origem televisiva (Globofilmes e associados), é interessante notar que o filme tem excelente acabamento técnico, seja no ótimo trabalho de edição, nas montagens das cenas de ação ou na boa trilha sonora instrumental, passando pela caracterização inteligente de personagens. A trama transita entre a evolução pessoal da policial imersa num meio predominantemente machista e as barreiras milicianas que separam a sociedade e as forças da lei, o que muitas vezes acaba por jogar por terra a honestidade dentro de um trabalho tão estressante quanto o da polícia. O filme não apela para clichês e tenta fugir da previsibilidade, o que é bom, mas acaba pecando em sua reta final ao criar grande expectativa sobre o suposto antagonista (o bandido feito por Antonio Tabet) e em seguida tratá-lo de maneira deveras apressada.

Valid XHTML 1.0!Valid CSS!