Cinema

Capitã Marvel

Capitã Marvel
Título original: Captain Marvel
Ano: 2019
País: Estados Unidos
Duração: 123 min.
Gênero: Ficção científica
Diretor: Anna Boden (Perseguindo um Sonho,   Se Enlouquecer, Não se Apaixone), Ryan Fleck (Half Nelson - Encurralados)
Trilha Sonora: Pinar Toprak (Isolados [2007], Além do Lago Ness, O Ogro [2008])
Elenco: Brie Larson, Samuel L. Jackson, Ben Mendelsohn, Jude Law, Annette Bening, Lashana Lynch, Clark Gregg, Rune Temte, Gemma Chan, Algenis Perez Soto, Djimon Hounsou, Lee Pace, Chuku Modu, Matthew Maher, Akira Akbar, Kenneth Mitchell
Avaliação: 7/10

Visto em mídia alternativa em 26-MAI-2019, Domingo

Mesmo com todo o sucesso que a Marvel conseguiu nos cinemas ao longo de quase vinte filmes lançados, introduzir um novo personagem com poderes cósmicos é uma tarefa das mais complicadas. Um dos resultados mais interessantes dessa aposta é Capitã Marvel, um longa que é tanto uma prequel para todos os filmes anteriores quanto uma história de origem, além de representar uma ligação tênue entre os eventos devastadores do final de Vingadores - Guerra Infinita e de Vingadores - Ultimato. O filme começa com a personagem-título (Brie Larson) vivendo sua rotina de treinos junto a um esquadrão de soldados Krees, extraterrestres de grande força e pele azul liderados por um general durão (Jude Law) que saem em missão de combate num planeta dominado por Skrulls, extraterrestres metamorfos que podem assumir a forma de qualquer um. As coisas não saem muito certo e a moça sendo enviada ao planeta Terra, no ano de 1995. Memórias reprimidas vêm à tona e ela finalmente começa a ter ideia do que ocorreu em seu passado nebuloso e de como teria conseguido seus poderes, enquanto seu caminho se cruza com ninguém menos que o de Nick Fury (Samuel L. Jackson), na época um mero agente da SHIELD. Pano de fundo para o desenrolar da trama, a guerra intergaláctica entre Krees e Skrulls ganha um novo capítulo em nosso planeta enquanto as sementes do que viria a se tornar o universo Marvel como o conhecemos hoje são plantadas com toques sutis que fazem a alegria dos fãs tanto da cronologia do cinema quanto da cronologia das HQs. Mesmo que o papel de Fury seja basicamente reduzido ao de um coadjuvante de luxo na reta final da história, o filme é divertido e cumpre seu objetivo com louvor. Brie Larson abraça o papel com propriedade, e a continuidade da Marvel é devidamente enriquecida com passagens que mostram, por exemplo, um jovem agente Coulson (Clark Gregg) no início de seu relacionamento com Fury.

Valid XHTML 1.0!Valid CSS!